quinta-feira, 25 de novembro de 2010

DIÁRIO DE VIAGEM IV - MONTE SIÃO E MONTE DAS OLIVEIRAS...

Vista de Jerusalém do Monte Scopus
"...Os que confiam no SENHOR serão como o monte Sião, que não se abala, mas permanece para sempre. Como estão os montes à roda de Jerusalém, assim o SENHOR está em volta do seu povo, desde agora e para sempre..." Salmos 125:2


Quão tremendo foi ver com meus próprios olhos o que o Salmista expressou neste Salmo. O que falar de Jerusalém? São tantos relatos... nem sei por onde começar... mas vamos lá!!!
Realmente Jerusalém está rodeada de montes; os principais são: monte das Oliveiras ao leste, Scopus a nordeste, Moriá ao centro onde se localiza o Domo da Rocha e Sião ao sul.
A vista de cima do Monte Scopus é muito bonita, onde se destaca mui claramente a Cúpula Dourada do Domo da Rocha. Independente de ser um Santuário Muçulmano, é inegável a beleza "arquitetônica" e a sua imponência. No Monte Scopus está localizada a Universidade de Jerusalém e o bonito Parque Nacional Zurim.
 
Tumba de Davi com a divisão
de espaços entre homens e mulheres
No Monte Sião está a Tumba de Davi; na realidade é um local simbólico que pode não ter sido o verdadeiro local do sepultamento, pois o Rei Davi foi enterrado na Cidade de Davi que fica mais longe ao sul e a leste: "...E Davi dormiu com seus pais e foi sepultado na Cidade de Davi. E foram os dias que Davi reinou sobre Israel quarenta anos..." I Reis 2:10 e 11. Na divisa sul da Cidade de Davi, ao sul da Antiga Cidade de Jerusalém, existem duas tumbas monumentais compostas de túneis que estudiosos acreditam ser as verdadeiras tumbas de Davi e Salomão; infelizmente, estas tumbas foram danificadas por guerras posteriores de modo que nenhuma inscrição que poderia identificá-las permaneceu.

Judeus orando na Tumba de Davi
Mesmo assim, a Tumba de Davi no Monte Sião é considerada um Santuário para os judeus que fazem suas preces para que o Messias de Deus venha restaurar o seu reino. Ela fica no mesmo prédio onde está localizado o Cenáculo, local onde Cristo celebrou a última Ceia com seus discípulos.
É interessante ver que há uma divisão onde homens oram no lado direito e as mulheres do lado esquerdo.

No Monte das Oliveiras o que há de mais impressionante é a vista das muralhas de Jerusalém com a "Porta Dourada" fechada.


Vista da Porta Dourada Fechada (a direita da muralha)
O profeta Ezequiel narra no capitulo 43:1 a 5 a entrada triunfal do Messias pela porta oriental "...Então, me levou à porta, à porta que olha para o caminho do oriente. E eis que a glória do Deus de Israel vinha do caminho do oriente; e a sua voz era como a voz de muitas águas, e a terra resplandeceu por causa da sua glória..." e no capitulo 44:1 e 2 conta-nos que a porta estaria fechada aguardando a chegada do Messias: "...Então, me fez voltar para o caminho da porta do santuário exterior, que olha para o oriente, a qual estava fechada...".
No tempo que Jerusalém foi dominada pelos árabes, na época do Rei Saladino, um estudioso muçulmano ficou ciente desta profecia bíblica quanto à vinda do Messias à Jerusalém de onde Ele reinaria sobre as nações. Tentando evitar o cumprimento da profecia, mandou então que esta porta fosse selada. Mal sabia ele que selando a porta ele não estaria impedindo, mas facilitando o cumprimento desta profecia. Mais tarde, outros muçulmanos fizeram um cemitério em frente à Porta Oriental conhecendo a restrição de que um sacerdote não pode passar por cima de um lugar onde esteja enterrado algum morto, pois de acordo com  Numeros 19:16 tal atitude tornaria o sacerdote impuro: "...E todo aquele que sobre a face do campo tocar a algum que for morto pela espada, ou outro morto, ou aos ossos de algum homem, ou a uma sepultura, será imundo sete dias...".
Seria isto um impedimento para que Jesus venha e reine passando pela Porta Dourada? Em Zacarias 14:4 vemos que no Regresso Triunfal do Messias, Ele pisará no Monte das Oliveiras que se fenderá em dois metade para o norte e metade para o sul abrindo um vale para que Jesus entre e reine! "...E, naquele dia, estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; e o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, para o oriente e para o ocidente, e haverá um vale muito grande; e metade do monte se apartará para o norte, e a outra metade dele, para o sul..."
Tremendo!!! Estando observando a vista de cima do monte das Oliveiras e lendo o relato bíblico é impressionante imaginar este grande dia!

Vista de Jerusalém olhando desde o Monte das Oliveiras
"...Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente, cedo venho. Amém! Ora, vem, Senhor Jesus!..." Apocalipse 22:20

Bem, ainda tenho muito a relatar de Jerusalém, mas fica para as próximas postagens.

2 comentários:

Marivan disse...

Entrei, li, gostei, segui e fui!!!!

Joel Barbosa disse...

Ok Marivan...
Volte mais vezes...