terça-feira, 25 de setembro de 2012

"PITACOS" DE UM APRENDIZ DA EDUCAÇÃO

Igreja Batista Bíblica de Penha
Neste último fim de semana tive o privilégio de conhecer um pouquinho mais de Santa Catarina, mais especificamente Balneário Piçarras e Penha. Estive hospedado no lar de Pr Carlos com a responsabilidade de ministrar um treinamento para professores de EBD (Escola Bíblica Dominical) da Igreja Batista Bíblica de Penha. Foi um tempo agradável de comunhão e mais uma oportunidade de através da troca de experiências aprender mais do Senhor. Não tenho dúvidas de que quando ensinamos, agregamos conhecimento. Poderia citar a frase de Sêneca, irmão de Gálio, procônsul da Acaia diante de quem Paulo apresentou-se em Atos 18: "Os homens enquanto ensinam, aprendem" ou a de Paulo Freire, educador e filósofo brasileiro, sumidade em Educação: "Não há docência sem discência".

Durante os meus quase trinta anos de ensino da Palavra de Deus reconheço que as vezes em que mais aprendi Dele foi quando precisei ensinar Dele. Diante disso, não quero mostrar-me presunçoso mas gostaria de dividir algumas lições que aprendi durante esse tempo pois, penso que seria irresponsável e egoísta se não o fizesse: "Ninguém é tão inteligente que não tenha o que aprender e nem tão indouto que não tenha o que ensinar".
Um dos conselhos que gostaria de te deixar hoje é o de que quando vamos ministrar devemos nos "preparar muito para ensinar pouco". A inversão dessa "equação" é desastrosa! Há aqueles que se "preparam pouco e querem ensinar muito"... é aí que mora o perigo! Esse tipo de professor tem a grande possibilidade de falar "besteira" e querer preencher o tempo que lhe cabe com informações "dispensáveis" e "inúteis" que não acrescentam nada e nem contribuem para o alcance de seus objetivos; e por falar em objetivos, se o professor não os têm claramente definidos ele pode chegar em qualquer outro lugar e nem sequer perceber!
Certa vez li que em uma pesquisa feita com professores de EBD ao se perguntar quando cada um iniciava o preparo da lição que iriam ministrar no domingo pela manhã, 85% responderam que somente observavam o conteúdo da lição às 20h00 do sábado. Será que dessa forma esse professor será bem sucedido? O professor deve separar um tempo e um lugar para seu estudo e fazê-lo com antecedência... quando consideramos algo importante dedicamos tempo para tal! Busque estudar o texto bíblico exaustivamente e não se esqueça de "cruzar" as informações nos textos paralelos.
Jamais me esqueci de um conceito que ouvi há anos passados; somente sinto não lembrar de quem ouvi para que pudesse dar os créditos, mas recordo-me quando o(a) instrutor(a) disse:
- Esteja atento ao EMO, ou seja, aquilo que você precisa Explicar, aquilo que você só vai Mencionar e aquilo que você pode simplesmente Omitir.
Para que você entenda este conceito vou dar-lhe um exemplo: anos atrás eu ministrei uma série de lições expositivas sobre o livro de Atos dos Apóstolos. Foi uma exposição de versículo por versículo. Quando estudava o texto durante a semana, ao chegar em Atos 12:21 a 23 deparei-me com o seguinte: "E, num dia designado, vestindo Herodes as vestes reais, estava assentado no tribunal e lhes dirigiu a palavra. E o povo exclamava: Voz de Deus, e não de homem! No mesmo instante, feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus; e, comido de bichos, expirou...". No mesmo instante me veio a mente um de meus alunos que sempre queria saber as coisas que ninguém sabe como por exemplo: "Será que Adão teve umbigo?" ou "Em qual animal a pulga foi transportada na Arca de Noé?"... eu já imaginei que o "bendito" irmão iria querer saber que bicho comeu Herodes! Se eu não levasse em consideração o EMO e me perguntasse: o que é necessário Explicar? O que eu somente vou Mencionar? E o que eu vou Omitir, talvez eu passasse todo o tempo de aula conjecturando sobre que bichos poderiam ser estes e fugiria do objetivo principal do texto: "feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus"... Herodes teria que morrer e não importa como! A forma não é o primordial a ser estudado no texto, mas a razão pela qual ele morreu: "Ele não deu glória a Deus"; ele recebeu a adoração do povo, adoração essa que somente deve ser dada a Deus!
Bem... espero ter dado um pouquinho de luz para você neste meu primeiro conselho: esforce-se... estude... gaste tempo e, acima de tudo, deixe-se ser guiado pelo Espírito Santo de Deus.

Um abração e até a próxima!

Nenhum comentário: