quinta-feira, 13 de maio de 2010

DIÁRIO DE VIAGEM... Roma

Praça de São Pedro - Vaticano
Esta é minha primeira postagem relatando a minha viagem até a Terra Santa... Estou escrevendo de Jerusalém. Agora são exatamente 10h26 aqui em Israel... a diferença é de seis horas pois em São Paulo são 04h26...

Nesta primeira postagem quero relatar as impressões de minha passagem por Roma...

Saímos de Guarulhos no dia 30 de abril no vôo das 15h25 e chegamos em Roma às 07h00 da manhã do dia 01 de maio... contratamos uma van que nos levou até o Vaticano e lá pudemos observar toda a pompa daquele local.

Capela Sistina
Confesso-lhes que me impressionei com cada detalhe... os vitrais e as pinturas da Capela Sistina... as tumbas papais, os detalhes em ouro puro, mas em momento algum senti a presença de Deus... muita religiosidade, mas pouca espiritualidade... mais decepcionado fiquei com o Vaticano quando saímos dali e nos dirigimos até o Metrô indo em direção a Estação Colosseo para visitarmos uma das maravilhas do mundo moderno: o Coliseu de Roma...

Lá o que me veio à memória foi um retrato do Império Romano em ruínas... naquele anfiteatro, todo o esplendor dos Imperadores Romanos, que achavam-se deuses era visto... era o local onde seus sádicos desejos de sangue eram realizados: embates entre Gladiadores, duelos entre feras e até morte de cristãos (embora nossa guia que nos levou por todo o Coliseu negasse enfaticamente este fato)... o que restou do Coliseu após o castigo imposto por vários terremotos, foi simplesmente mutilado em prol da pomposidade do vaticano... todos os mármores e ferragens do Coliseu serviram para "magnificar" mais ainda o Vaticano...
Arco de Constantino e Coliseu
Todos sabemos que de "Deus não se zomba... o que o homem semeia ele também ceifará..." o Coliseu que no passado foi palco de espetáculos grotescos e impiedosos contra seres humanos hoje não passa de ruínas... o mesmo observamos no Vaticano que apesar de todo o esplendor, e esplendor este obtido através da "venda" escancarada de "salvação" (não podemos nos esquecer das indulgências vendidas em favor da construção daquele lugar) também é palco hoje da ruína espiritual de bilhões de pessoas...
Quão pesaroso me senti nestes dois lugares... dois lugares em ruínas... uma física e outra espiritual... somente posso dizer ao fim desta postagem:
"...em nenhum outro há Salvação..." palavras de nosso Bom Mestre... Que os olhos dos homens se abram para o fato de que a salvação é "pela Graça, por meio da fé... não vem de obras para que ninguém se glorie..."

Um abraço... desfrute das fotos abaixo:

Um comentário:

Pr Jorge Figueiredo disse...

Querido colega, descobri seu blog, li sua primeira postagem ou seja seu diario, gostei muito, voltafrei para ler outrosm ah1 estou seguindo voce