sábado, 7 de fevereiro de 2009

A CRIANÇA E A MÚSICA

Me recordo de uma experiência vivida em 2001 quando realizamos uma EBF (Escola Bíblica de Férias) no Lar Batista Bíblico de Assis Chateaubriand no estado do Paraná. Naquela ocasião tivemos as crianças não somente do lar, mas de toda a cidade reunidas e ensinamos para as mais de 1.000 crianças o cântico "Oba, Jesus me ama". Quando fomos abastecer os carros, um policial rodoviário olhou para as placas dos automóveis (de São Paulo) e deduzindo que éramos nós que estávamos com as crianças veio em nossa direção com uma expressão "sisuda" e disse:
"- Ah! Então são vocês!?..."
Naquele instante pensamos no que poderíamos haver feito de errado... mas, em seguida, o policial abriu um sorriso e disse:
"- Eu não sou crente... mas admiro o que vocês fizeram com as crianças! Meu filho chegou todos os dias em casa cantando com grande alegria uma música que dizia: "Oba, Jesus me ama!"... Que maravilha! Meus Parabéns!
Aquela música ficara gravada no coração da criança! E como é natural para elas cantarem a todo instante, mesmo sem intenção, aquele menino estava "evangelizando" seu pai...

A música é uma grande ferramenta didático-pedagógica no ensino não somente das crianças, bem como dos jovens e adultos. Em Fortaleza-CE, a experiência foi levada para as salas de aula do ensino fundamental e médio: "...MÚSICA – UMA FERRAMENTA PARA MELHORAR O APRENDIZADO DA QUÍMICA NOS ENSINOS FUNDAMENTAL E MÉDIO..." (artigo apresentado no 47º encontro da ABQ - Associação Brasileira de Química em Natal - RN) Procurou-se registrar as condições em que se processa o ensino/aprendizagem de Química, pelo uso da música, instrumentos musicais, historicidade musical, linguagem e paródias musicais. A pesquisa foi desenvolvida em três escolas da rede particular de ensino de Fortaleza. Os alunos que participaram desta pesquisa que antes eram desmotivados e apresentavam antipatia pela disciplina de Química, mudaram seu comportamento a partir da aplicação da metodologia musical. Eles se mostraram entusiasmados, participativos e mais receptivos, bem como nas aulas com inserções musicais. Clique para ver mais

Já que a música é esta ferramenta pedagógica, porque não utiliza-la também como veículo de ensino de verdades espirituais? Ao introduzirmos um período de cânticos com as crianças devemos levar em conta o fato de que este período deve trabalhar conceitos bíblicos na vida delas e não somente ser um "passatempo".

Você que é professor(a) de crianças deve conscientizar-se de que o período de cânticos é uma oportunidade para:

A. Cantar louvores a Deus: "...cantai louvores a Deus, cantai louvores; cantai louvores ao nosso Rei, cantai louvores...pois Deus é o Rei de toda a terra, cantai louvores com inteligência..." Salmos 47:6, 7
B. Criar um ambiente reverente, dirigindo os pensamentos a Deus... é uma ótima oportunidade para prepararmos as crianças para a lição...
C. Unificar o grupo numa atividade comum... muitas vezes as crianças estão dispersas e quando convocamos para cantar todas então se voltam para esta atividade...
D. Ensinar verdades espirituais: "...a palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao SENHOR com graça em vosso coração..." Colossenses 3:16

Na próxima postagem iremos avaliar este quesito e tomá-lo como uma referência daquilo que devemos ou não ensinar para as crianças, pois, já que a música tem uma grande influência na vida de uma criança devemos dar ao período de cânticos a importância que ele merece.

Que Deus te abençoe

Um comentário:

disse...

Paz! Sou pastora da Quadrangular -Ipiranga/SP e gostei muito do seu blog! Amei o texto sobre Neemias.
Apesar de ser temática diferente, faça uma visitinha no meu e, se gostar seja seguidora dele e, se puder me ,linke ao seu!
Já sou sua seguidora tb!
http://ideiasearte.blogspot.com
Um abraço!