quarta-feira, 18 de maio de 2011

E AGORA JOSÉ???

Como já era esperado, foi aprovado no último dia 05 de maio por unanimidade pelo STF o parecer em que se reconhece a união estável entre pessoas do mesmo sexo... (leia a matéria completa clicando aqui"e agora José???"... e agora?... bem... a vida continua! Em breve, não será surpresa a aprovação pelo Congresso do "casamento" homossexual...
Agora pergunto-lhes: Isso vai mudar os princípios estabelecidos por Deus em Sua Palavra? Não!!!
A Palavra de Deus é imutável: "...Seca-se a erva, e caem as flores, mas a palavra de nosso Deus subsiste eternamente..." Isaias 40:8. Podem ser aprovados pareceres e instituídas leis, mas a Palavra de Deus continuará a mesma: "...Sempre seja Deus verdadeiro, e todo
homem mentiroso, como está escrito: Para que sejas justificado em tuas palavras e venças quando fores julgado. E, se a nossa injustiça for causa da justiça de Deus, que diremos? Porventura, será Deus injusto, trazendo ira sobre nós? ( Falo como homem. ) De maneira nenhuma! Doutro modo, como julgará Deus o mundo?..." Romanos 3:4 a 6. As leis estão para ser cumpridas, no entanto o conceito que temos em nossos corações estabelecidos pela Palavra são imutáveis.

Os homens podem estipular o que é casamento segundo a sua concepção mas o conceito do que é o VERDADEIRO casamento reconhecido por Deus já foi estipulado em Sua Palavra! Vou explicar-lhes o "por que" das aspas quando escrevi "casamento" homossexual! Vejamos por que não concordo em chamar uma união homossexual de "casamento".
Primeiramente basta olharmos para a própria definição da palavra:
Casamento: Ato solene de união entre duas pessoas de sexos diferentes, capazes e habilitadas, com legitimação religiosa e/ou civil. - Dicionário Aurélio
Casamento: União conjugal entre homem e mulher; MATRIMÔNIO - Dicionário Aulete
Casamento: vínculo conjugal entre um homem e uma mulher ; união voluntária de um homem e uma mulher, nas condições sancionadas pelo direito, de modo que se estabeleça uma família legítima - Dicionário Houaiss
Casamento: União legítima de homem e mulher. 2União legal entre homem e mulher, para constituir família. - Dicionário Michaelis
Mas acima do que os dicionários dizem está o que a Bíblia diz.
É interessante ver que o Casamento primeiramente foi DESEJADO POR DEUS "...não é bom que o homem esteja só..." Genesis 2:18. Foi o próprio Deus quem olhou para Adão e lhe trouxe uma companheira... veja bem: UMA COMPANHEIRA, não um companheiro! Isso é o natural estabelecido por Deus na instituição chamada Casamento! Por que? Porque o casamento tem três finalidades básicas que são:

  1. Participação Humana - "...Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher..." Genesis 2:24... o ser humano não foi criado por Deus para a solidão mas sim para partilhar da vida com seu semelhante! Somos seres "sociáveis" e por isso Deus criou um ser "semelhante" para que pudesse partilhar com Adão da vida! Os animais não teriam capacidade de preencher o "vazio" que havia naquele jardim por falta de alguém que lhe fosse "idôneo"! Entre tantos tipos de associações, o casamento é uma das formas de suprir ao ser humano esta necessidade de participação! Em Eclesiastes 4:9 e 10 lemos que "...Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque, se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante..."
  2. Prazer Humano - "...e serão ambos uma carne..." Gênesis 2:24. Uma das aplicações do termo "uma carne" é a de conjunção carnal "...Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne..." I Corintios 6:16. Por isso o casamento seria uma forma de evitar a prostituição: "...por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido..." I Corintios 7:2. Quando Deus trouxe Eva para Adão Ele tinha em mente proporcionar ao homem e a mulher o relacionamento sexual e o conseqüente prazer! Algumas "religiões" proíbem o relacionamento sexual por prazer mas Deus não o proíbe... desde que na ordem proposta por Deus; primeiro vem a união formal:  "...deixe pai e mãe e una-se à sua mulher..." (o casal precisa ter condições de assumir a responsabilidade econômica e sentimental sem depender dos pais e formalmente unirem-se em matrimônio). Tanto Deus defende o prazer humano que vemos no passado a licença casamento instituída por Ele "...Quando algum homem tomar uma mulher nova, não sairá à guerra, nem se lhe imporá carga alguma; por um ano inteiro ficará livre na sua casa e alegrará a sua mulher, que tomou..." Deuteronômio 24:5
  3. Perpetuação da Raça Humana - "...E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra..." Genesis 1:28. Esta é uma das razões cruciais da instituição do casamento: perpetuação da raça humana! Como poderiam se multiplicar se Deus houvesse criado para Adão um companheiro ao invés de uma companheira? Como pessoas do mesmo sexo poderiam procriar? Um casal homossexual até pode justificar que sua união traz a possibilidade de Participação Humana... até podem dizer que sua relação lhes traz Prazer, no entanto jamais poderiam cumprir com o terceiro pilar estabelecido por Deus que é a Perpetuação da Raça Humana... por isso que afirmamos que um "casamento homossexual" seria ilegítimo! Sei que alguns argumentarão que existe a possibilidade de um dos componentes de uma união heterossexual ser estéril o que impossibilitaria a perpetuação da raça humana, mas na realidade estamos falando no natural e não da exceção. Não é à toa que lemos em Romanos 1:26 e 27 "...Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão..."

Diante do exposto, posso afirmar que Deus não considera uma união homossexual como uma união "natural" e nem tampouco posso chamar esta união de Casamento pois toda minha exposição refere-se a minha visão do que é Casamento à luz da Bíblia que piamente creio ser a Palavra de Deus!

Que Deus lhes abençoe

Pr Joel Barbosa

2 comentários:

Lázaro Lavinscki disse...

bom gostei bastante do seu blog !

Rosane Luz disse...

Shalon!
Passando por vários blogs, encontrei o seu,por sinal muito inspirado. Já estou seguindo o mesmo.A palavra acima é muito boa.