sexta-feira, 16 de abril de 2010

A SALVAÇÃO...

- Se você morrer hoje, você tem certeza de que vai para o céu?

Esta foi minha pergunta direcionada a uma senhora certa vez durante um aconselhamento. Sua resposta foi:

- Não sei... só Deus pode saber se eu fui uma pessoa merecedora!!!

Este é o pensamento da "grande" maioria "religiosa" de nosso povo e o grande mal que a "religião" causa ao ser humano... se pensarmos que somos ou poderemos ser "merecedores" da salvação por nossos atos, jamais alcançaremos a salvação. Nosso único merecimento seria o inferno! E tudo isso porque Deus é justo! A Sua justiça exigiria que nós fossemos condenados a separação eterna dele!
“Porque todos pecaram e separados estão da glória de Deus”  Romanos 3:23

Sim! O pecado é uma realidade na vida do ser humano. Uma das definições de pecado é: “errar o alvo”; outra é: “pecado é tudo que pensamos, falamos e fazemos que não agrada a Deus”.
"Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos e não há verdade em nós” e “se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós”  I João 1:8 e 10.

Isso mesmo! Todos somos pecadores! E como pecadores, estávamos fadados ao fracasso e à separação eterna de Deus, além do que, teríamos que sofrer a penalidade do pecado:
“Mas o salário do pecado é a morte...”  Romanos 6:23a

Portanto, não havia solução para nós a não ser a morte e a conseqüente separação eterna de Deus no inferno:
“Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.”  Lucas 7:23
“Serpentes, raça de víboras! como escapareis da condenação do inferno?”  Mateus 23:33

Mas o plano de Deus foi maravilhoso para conosco:
“Mas Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores”  Romanos 5:8
“Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras”  I Corintios 15:3
“...Cristo padeceu por nós na carne...”  I Pedro 4:1

O pecado exigiria a morte do pecador... Como atenuante, oferecia-se um animal como substituto e sacrifício pelos pecados e o sangue do animal "cobria" os pecados... Mas tudo isso era somente uma "figura" ou "imagem" de um sacrifício "maior" e mais "excelente" que viria!
"...Porque a lei, tendo a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, não pode nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem de ano em ano, aperfeiçoar os que se chegam a Deus. Doutra maneira, não teriam deixado de ser oferecidos? pois tendo sido uma vez purificados os que prestavam o culto, nunca mais teriam consciência de pecado... agora disse: Eis-me aqui para fazer a tua vontade. Ele tira o primeiro, para estabelecer o segundo. É nessa vontade dele que temos sido santificados pela oferta do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez para sempre..." Hebreus 10:1,2, 9 e 10

A Morte de Cristo foi vicária, ou substitutiva. Quem deveria morrer éramos nós, mas Ele morreu por nós e o preço de nossa salvação foi altíssimo:
“...sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com precioso sangue, como de um cordeiro sem defeito e sem mancha, o sangue de Cristo...”  I Pedro 1:18 e 19

A nossa Salvação é baseada nesta "EXPIAÇÃO SUBSTITUTIVA"!
Sim... a justiça de Deus exigia a morte que era a única forma de aplacar a "ira" Dele... mas como Ele nos amou de "tal maneira", idealizou o plano de que Seu próprio Filho, perfeito e sem pecado substituiria o pecador! Cristo de bom grado aceitou o Plano... encarnou-se e viveu uma vida reta e sem pecado sendo obediente até a morte e morte na cruz... Ele assumiu nosso lugar na cruz:
"...Aquele que não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus..." II Corintios 5:21

Sim... o sacrifício foi em nosso lugar! Ele viveu uma vida perfeita e na cruz foi tratado como um pecador... Ele "tomou" nossos pecados e fez uma troca conosco nos dando os créditos de sua "justiça"...
"...levando ele mesmo os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro, para que mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados..." I Pedro 2:24
Como nas palavras do teólogo John Macarthur: Quando Deus olha para Jesus na cruz Ele vê a nós (nossos pecados) e quando olha para nós Ele vê Jesus (sua justiça)!
Por isso dizemos que a morte de Jesus foi expiatória (satisfez a justiça de Deus) e propiciatória (foi em nosso lugar)

Agora... este sacrifício somente será eficaz em nossa vida se reconhecermos que foi em nosso favor porque "somos pecadores" e "pela fé" crermos que este sacrifício foi "suficiente" para nos salvar; portanto, os dois ingredientes básicos e indispensáveis para a salvação são:

ARREPENDIMENTO E FÉ!

Preciso ter fé na pessoa certa: Jesus Cristo!
“..porque pela graça sois salvos, por meio da fé; isto não vem de vós, mas é dom de Deus...”  Efésios 2:8
“...porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo; pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação... Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo...”  Romanos 10:9,10 e 13

Preciso arrepender-me de meus pecados; arrependimento é mudança de rumo. É uma decisão de passar a agir diferente e de conformidade com o padrão de Deus estipulado em Sua Palavra. Ciente de que meus pecados me separam de Deus, preciso reconhecê-los e confessá-los à quem de fato pode perdoá-los: Jesus Cristo.
“...se confessarmos nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça...”  I João 1:9
“...Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; mas, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo...”  I João 2:1 e 2

Você já creu em Jesus Cristo e no seu sacrifício expiatório?
Já reconheceu teus pecados e sentiu o peso deles? Já reconheceu que pela justiça de Deus a nós somente estaria reservado o inferno?
Já conscientizou-se de que jamais atingiríamos um padrão de justiça que pudesse ser "aceitável" por Deus?
Se ainda não fez uma decisão pessoal por Jesus Cristo, não perca tempo... ore e entregue a Ele o teu coração...

Que Deus te abençoe!

Um comentário:

João disse...

Olá.
Vc aceita parceria troca de banners de link.
Meu site é www.amorcristao.co.cc
Meu email é contato@amorcristao.co.cc
Aguardo retorno.